Modelagem de Projetos- A Árvore de Problemas e Árvore de Objetivos


“Quando se pensa em configurar um projeto é porque se tem um motivo para isso. Esse motivo é o problema que dá origem ao projeto.Identificar claramente o problema que se quer ver resolvido é, portanto, o primeiro passo na configuração do projetos.”

(Hermano Roberto Thirry-Cherques)

ÁRVORE DE PROBLEMAS –

( Iniciando a construção da ideia)

Um  problema  é  uma  situação  negativa  ou  um  déficit  que  se  quer  resolver.  Dentre  aqueles  listados,  deve-se  escolher um, considerado importante e possível de ser solucionado no âmbito do projeto. Escolhido aquele que vai  ser o problema central, parte-se para a construção da árvore de problemas: 

  • Coloca-se no centro do papel, em um quadrinho, o problema central – Este será o tronco da árvore; 
  • Acima do problema central, coloque outros problemas, dele derivados, que são os efeitos ou  consequências,  que formam a copa da árvore; 
  •   Abaixo do problema central são colocados quadrinhos com os problemas que representam as causas, razões ou  fatores  geradores  do  problema  central.  Formam  as  raízes  da  árvore.  É  justamente  aí  que  o  projeto  deve  atuar. 

Obs.:   –  Escolha  sempre  uma  situação  negativa  para  a  árvore  de  problemas  (“leitura”  não  é  um  problema,  mas  a “dificuldade de leitura”); 

  • – Não inclua a solução na formulação do problema central, pois um problema não é ausência de solução, mas uma 
  • situação negativa (“Falta de reforço para aprendizagem da leitura e escrita” = “dificuldade de leitura e escrita”); 
  • – Não trabalhe com problemas muito genéricos (“violência”); “traduza” o que está sendo entendido como violência; 
  • – O projeto agirá sempre nas causas; 
  • – A árvore é lida de baixo pra cima (e construída ao inverso).

Exemplo: Projeto: Produção de peixes

Fonte: AusGUIDElines, 1, The Logical Framework Approach

Fonte: AusGUIDElines, 1, The Logical Framework Approach

ÁRVORE DE OBJETIVOS –

(Invertendo a árvore de problemas)

A árvore de objetivos, além de possibilitar a solução de problemas e modificação das situações não desejadas, serve  também  para  definir  as  alternativas  de  intervenção  do  projeto.  Todas  as  situações  negativas  serão convertidas em positivas, ou seja, cada problema (neg.) será substituído por um objetivo (pos.). Teremos então: 

                                               Causas    →  Meios                 e    Efeitos     → Fins 

 

– Transformar o problema central da árvore de problemas em um objetivo; o Objetivo Geral do projeto; 

–  Transformar  as  causas  em  meios  para  alcançar  o  objetivo  geral.  A  partir  destes  surgirão  os  Objetivos Específicos 

–  Transformar  os  efeitos  ou  conseqüências  em  fins,  ou  seja,  os  objetivos  que  serão  alcançados  em  um  prazo maior.

Obs.:  

– Excluir da árvore as causas que não são modificáveis (que podem, talvez, fazer parte da justificativa); 

–  Verificar  se  existe  coerência  entre  os  meios  propostos  e  os  fins  pretendidos;  se  não,  modificar  a  árvore  de 

problemas e, consequentemente, os objetivos; 

– Deve-se definir qual o recorte que se vai fazer da árvore de objetivos para o trabalho, visto não dar para atingir 

tudo com um só projeto; 

– Escrever os meios (objetivos específicos) com um verbo a ser perseguido.  

There are 4 comments

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s