Premiação busca projetos sobre os desafios da humanidade


O prêmio oferecido pela Global Challenges Foudation é de US$ 5 milhões e é aberto a todos de qualquer lugar do mundo

Premiação-busca-projetos-sobre-os-desafios-da-humanidade.jpgPremiação da Global Challenges Foundation está em busca de novos modelos de cooperação global capazes de lidar com os desafios e as ameaças à humanidade, incluindo mudança climática, armas de destruição em massa e pobreza extrema. O prêmio para o vencedor será no valor de US$ 5 milhões.

A premiação parte da premissa de que o atual sistema de governança global, que evoluiu desde a Segunda Guerra Mundial, já não está mais apto a lidar com os riscos do século XXI que transcendem fronteiras nacionais e podem afetar populações em qualquer parte do mundo.

“As ameaças de hoje são tão perigosas e tão globais em sua natureza que superaram a capacidade do sistema internacional de lidar com elas”, afirma Laszlo Szombatfalvy, fundador da Global Challenges Foundation, investidor, autor e filantropo que construiu sua carreira na Suécia com base em análises bem-sucedidas de riscos financeiros. “Estamos tentando resolver os problemas de hoje com as ferramentas de ontem. Acreditamos que é necessário contar com uma nova forma de cooperação para enfrentar os desafios mais críticos do nosso mundo globalizado.”

O Global Challenges Prize 2017: A New Shape foi anunciado na Global Challenges Foundation. Criada em 2012 em Estocolmo, a instituição tem como objetivo aprofundar a compreensão dos riscos globais e estimular a definição de respostas mais eficazes.

O New Shape Prize pedirá que os participantes projetem estruturas de decisão internacional que sejam capazes de enfrentar os desafios globais de hoje, com foco em mudança climática, grandes danos ambientais, conflitos violentos (incluindo armas nucleares e outras de destruição em massa) e pobreza extrema. Também será solicitado aos concorrentes que considerem as implicações da crescente população mundial que, segundo previsão das Nações Unidas, deve chegar a 11 bilhões até 2100. A premiação é aberta a todos – indivíduos, grupos e organizações – de qualquer lugar do mundo.

“Acreditamos que a criatividade humana que nos permitiu erradicar doenças, reduzir os níveis de pobreza e estabilizar o buraco na camada de ozônio, se devidamente canalizada, pode desempenhar um papel fundamental para evitar os grandes riscos à nossa sobrevivência”, explica Szombatfalvy. “Se pudermos explorar essa criatividade e aplicá-la no projeto de um sistema melhor para tomar decisões relacionadas à comunidade mundial, então teremos uma chance de preservar nosso mundo para as gerações futuras.”

As inscrições para o prêmio estará abertas até 24 de maio de 2017 e serão avaliadas por um grupo de especialistas acadêmicos. As melhores propostas serão julgadas por um júri internacional de alto nível composto por respeitadas figuras de estatura global. A premiação será realizada em novembro de 2017.

via Observatório do 3º Setor

Anúncios

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s