UNICEF divulga relatório sobre situação das crianças no mundo


Imagem1-editado.jpg

Documento aponta que 69 milhões de crianças pobres morrerão antes dos cinco anos e que 167 milhões viverão na pobreza até 2030, com base nas tendências atuais

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) divulgou nesta terça (28) um relatório nada animador sobre o provável futuro de milhões de crianças no mundo. De acordo com o documento, 69 milhões de crianças menores de cinco anos morrerão de causas que poderiam ser evitadas, 167 milhões viverão na pobreza e 750 milhões de mulheres terão se casado ainda crianças até 2030, data limite para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

A projeção foi feita com base em tendências atuais e é acompanhada da conclusão de que é preciso que o mundo se concentre mais na situação de suas crianças mais desfavorecidas. Tal posicionamento deve partir de governos, doadores, empresas e organizações internacionais, segundo o relatório.

“Negar a centenas de milhões de crianças oportunidades justas na vida faz mais do que ameaçar seu futuro, alimentando ciclos intergeracionais de desvantagem: coloca também em perigo o futuro de suas sociedades”, disse o diretor executivo do UNICEF, Anthony Lake. “Nós temos uma escolha: investir nessas crianças agora ou permitir que o nosso mundo se torne ainda mais desigual e dividido”.

O documento também traz dados sobre o quanto a educação pode ser decisiva para melhorar a vida das crianças: quanto maior o grau de instrução da mãe, menores são as chances de morte antes dos cinco anos; em média, cada ano adicional de educação que uma criança recebe aumenta sua renda, quando adulta, em cerca de 10%; e, em média, para cada ano adicional de escolaridade concluído por jovens adultos em um país, as taxas de pobreza desse país caem 9%.

Apesar do cenário previsto para os próximos anos ser problemático, o relatório também fala dos progressos ocorridos nas últimas décadas. As taxas globais de mortalidade de menores de cinco anos, por exemplo, foram reduzidas em mais da metade desde 1990; meninos e meninas frequentam a escola primária em igual número em 129 países; e o número de pessoas que vivem na pobreza extrema no mundo inteiro é quase metade daquele registrado na década de 1990.

Para saber mais e fazer o download do documento (disponível em inglês, espanhol e francês), acesse:http://www.unicef.org/sowc2016/.

Fonte: observatório do 3º Setor

Anúncios

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s