Inscrições abertas para primeiro edital de coprodução Chile-Brasil


brasil chile.jpgEstão abertas as inscrições para a primeira edição do Edital de Coprodução Chile-Brasil, realizado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) em parceria com o Conselho Nacional da Cultura e das Artes (CNCA) do Chile. Este é o quarto edital binacional do Programa Brasil de Todas as Telas, que mantém parcerias com Portugal, Argentina e Uruguai, além dos 19 países que integram o edital América Latina.  As ações de incentivo à realização de coproduções internacionais da Ancine, que incluem ainda edital de desenvolvimento com a Itália, têm o objetivo de promover intercâmbio de experiências e aumentar a presença do cinema brasileiro no mercado externo. Os recursos são do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Regulamento, formulário de inscrição e documentos

Por meio da Chamada Pública Prodecine 10/2016, a Ancine selecionará, em regime de concurso público, um projeto de longa-metragem, de ficção, documentário ou animação, apresentado por produtora brasileira independente que participe como coprodutora minoritária da obra. Simultaneamente, será realizado concurso similar no Chile, a cargo do Conselho Nacional da Cultura e das Artes (CNCA), destinado à seleção e à concessão de apoio financeiro a um projeto de obra cinematográfica, apresentado por empresa produtora chilena que participe do projeto como coprodutora minoritária. Cada projeto selecionado receberá, em moeda local, recursos no valor equivalente a 100 mil dólares.

Os proponentes podem inscrever projetos que estejam em qualquer etapa de desenvolvimento ou de pré-produção, desde que as filmagens da obra ainda não tenham sido iniciadas. É vedada a inscrição de projetos que estejam concorrendo nas chamadas públicas do FSA destinadas ao desenvolvimento de projetos ou no Edital de Coprodução América Latina.

Entre os critérios para a seleção está a relevância do projeto para a integração entre as indústrias cinematográficas do Brasil e do Chile.

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

Lançado em julho de 2014, o Programa Brasil de Todas as Telas foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela Ancine em parceria com o Ministério da Cultura (MinC), e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

O resultado do primeiro ano do Programa superou as metas estabelecidas. Foram 306 longas-metragens e 433 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem-sucedida, rendendo a estruturação de 55 núcleos criativos em todas as regiões do País, e garantindo o desenvolvimento de 620 novos projetos de obras audiovisuais.

O Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 foi lançado no dia 1º de outubro de 2015, no Rio de Janeiro, garantindo a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro. Neste mês, serão divulgadas as convocatórias das primeiras ações do ano 3 do

Via programa.

Agência Nacional do Cinema (Ancine)
Anúncios

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s