Ceará e Minas Gerais tem inscrições abertas em editais lançados em parceria com o Programa Brasil de Todas as Telas


Logo BrTT_Rosto_01_11A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) estão com inscrições abertas em editais lançados em parceria com o Programa Brasil de Todas as Telas. Os concursos oferecem oportunidades de investimento para a produção de longas-metragens para as salas de cinema e, no caso do edital cearense, também para a produção de obras seriadas para a TV, episódios pilotos, curtas-metragens e novas mídias para veiculação pela internet, além do apoio a criação e manutenção de cineclubes e ações de formação em audiovisual. A ação de arranjos financeiros estaduais e regionais do Brasil de Todas as Telas busca estimular o desenvolvimento regional da produção audiovisual brasileira por meio de parcerias com governos municipais e estaduais.

Mais de R$ 10 milhões em investimento no audiovisual cearense

O XII Edital Ceará de Cinema e Vídeo 2015 disponibiliza pouco mais de R$ 10,8 milhões em investimento no setor audiovisual do Estado, um acréscimo de 42% em relação ao valor oferecido na última edição, lançada em 2014. Deste valor, R$ 6,43 milhões serão aportados pelo Programa Brasil de Todas as Telas, com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), e os R$ 4,45 milhões restantes virão do Fundo Estadual de Cultura do Ceará – FEC. O edital cearense é o primeiro a ser lançado já no âmbito da Chamada Pública ANCINE/FSA nº 001/2015.

Os recursos do FSA estão concentrados na Categoria I do concurso, que seleciona projetos de produção, nas modalidades que investirão em longas-metragens e obras seriadas para TV. Serão contemplados quatro projetos de longas de ficção para as salas de cinema (com até R$ 951 mil, cada) e oito projetos de obras seriadas, com um mínimo de 3 episódios, para veiculação inicial na televisão (com até R$ 328 mil). O XII Edital Ceará de Cinema e Vídeo também vai contemplar, com recursos exclusivos do FEC, projetos de produção de curtas-metragens, episódios piloto para a TV e novas mídias para veiculação pela internet; de criação ou manutenção de cineclubes; de cursos modulares de formação em audiovisual; e projetos de desenvolvimento de roteiro de longas-metragens.

As inscrições ficam abertas até o dia 29 de fevereiro e podem ser feitas pessoalmente, de 8h às 12h, e de 13h às 16h30, ou encaminhadas por SEDEX, para o endereço informado no edital. Para mais informações, consulte o edital e seus anexos.

Em Minas Gerais, edital investe na produção ou finalização de dois longas-metragens

Já o Edital de Seleção de Obras Audiovisuais de Longa-Metragem de Ficção para Cinema, lançado pela Codemig em parceria com o Programa Brasil de Todas as Telas, disponibiliza um total de R$ 525 mil, sendo R$ 315 mil em recursos do FSA, para o investimento em dois longas-metragens de ficção, com destinação inicial para as salas de cinema. Cada projeto selecionado fará jus a um investimento de R$ 262,5 mil.

Para se inscrever, as empresas devem comprovar sede em Minas Gerais há no mínimo 2 anos e registro e classificação na ANCINE como agentes econômicos independentes. Para contratarem os recursos do FSA,  os contemplados deverão apresentar documentação que comprove já terem garantido ao menos 80% do orçamento previsto para a realização da obra. As inscrições ficam abertas até o dia 19 de fevereiro. Para mais informações, consulte o edital e seus anexos aqui.

No Amazonas, edital tem inscrições abertas até 4 de março

Continuam abertas as inscrições no Edital de Fomento à Produção do Audiovisual no Amazonas 2015, lançado pela Secretaria de Estado de Cultura do Amazonas em parceria com o Programa Brasil de Todas as Telas. São R$ 3 milhões (sendo R$ 2 milhões do FSA e R$ 1 milhão em recursos próprios) em investimentos. Serão contemplados três projetos de produção de longas-metragens de ficção, animação ou documentário (R$ 500 mil); um projeto de finalização de longa-metragem (R$ 150 mil); dois projetos de telefilmes de ficção, animação ou documentário (R$ 375 mil); e seis projetos de obras seriadas para televisão, com no mínimo cinco capítulos (R$ 100 mil). Saiba mais aqui.

Desenvolvimento da produção regional brasileira

O Programa Brasil de Todas as Telas é a maior e mais importante iniciativa de fomento ao setor audiovisual já desenvolvida no país. Uma das ações, no eixo que visa fomentar a produção e difusão de conteúdos, busca estimular o desenvolvimento regional da produção brasileira por meio de parcerias com governos municipais e estaduais.

A complementação de recursos oferecida pelo Programa é proporcional ao aporte dos órgãos e entidades locais seguindo os seguintes parâmetros: até duas vezes os valores aportados pelos órgãos e entidades das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste; até uma vez e meia os valores aportados pelos órgãos e entidades da região Sul e dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo; e até uma vez os valores aportados pelos órgãos e entidades dos Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo.

via ANCINE

Anúncios

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s