Produção brasileira que tenha felicidade como tema receberá US$ 70 mil


Documentário Guataha foi o vencedor brasileiro do DOCTV América Latina em 2014 (Foto: Clarissa Knoll)

Documentário Guataha foi o vencedor brasileiro do DOCTV América Latina em 2014 (Foto: Clarissa Knoll)

Depois de exonerados da corporação, três ex-policiais militares vão trabalhar no parque de diversões Mundo Maravilha. Laura circula pelo mundo das celebridades de Hollywood, mas ninguém conhece “seu verdadeiro mundo”. Sonhos e desejos de pessoas comuns são representados na vida cotidiana. A cultura Guarani ultrapassa a Tríplice Fronteira Brasil, Paraguai e Argentina. Essas foram as histórias documentadas por brasileiros premiados nas edições anteriores do DOCTV América Latina.

Inicialmente nomeado de DOCTV Ibero-américa I, o programa reuniu autoridades audiovisuais, televisões públicas e associações de produtores independentes de 15 países em torno de um objetivo: estimular o intercâmbio cultural e econômico entre os povos ibero-americanos, a implantação de políticas públicas integradas de fomento à produção e teledifusão de documentários nos países da região e a difusão da produção cultural dos povos ibero-americanos no mercado mundial.
Realizado a cada dois anos, o programa, conhecido desde sua segunda edição como DOCTV América Latina, sistematizou um modelo pioneiro de coprodução e teledifusão em rede. Na edição deste ano, participam 17 países (Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Guatemala, Equador, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai, Paraguai e Venezuela) e, pela primeira vez, foi definido um tema. Os documentários devem partir do eixo temáticoFelicidade, abrindo possibilidades de relatos de experiências e histórias de transformação que mostrem que outros mundos são possíveis dentro da realidade de cada país participante.
As inscrições para a 5ª edição do DOCTV deverão ser entregues ou enviadas pelos correios para a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAv/MinC) até 3 de julho de 2015. O documentário deve ser inédito e ter 52 minutos de duração. Cada país terá um premiado, sendo que cada um dos vencedores receberá US$ 70 mil para a produção do documentário.
Para o secretário do Audiovisual do MinC, Pola Ribeiro, a participação no DOCTV é fundamental para a aproximação do público latino-americano com os conteúdos audiovisuais produzidos pelos países que fazem parte dessa rede. “Estamos investindo no fortalecimento da integração entre diversos países da América Latina, potencializando, assim, o intercâmbio cultural e o reconhecimento de pertencimento a esta comunidade e gerando conteúdo de qualidade para a sociedade.”
Integração
Com 15 anos de atuação no cinema, Clarissa Knoll, ganhadora brasileira da última edição do DOCTV, com o filme Guataha, classifica a iniciativa como incrível. “Esse programa é muito importante no sentido de integrar os outros países latino-americanos, permitindo debater outros projetos, cruzando as realidades da América Latina, que tem muito assunto em comum e muita discussão rica a ser feita”, conta Clarissa, que é formada em Relações internacionais e aprendeu na prática as técnicas da 7ª arte.
O documentário Guataha, que em Guarani significa caminhante, trata da viagem de Tupã Ñevangaju, um xamã Ava Guarani de 85 anos de idade que mora numa aldeia no município de São Miguel do Iguaçu (Tríplice Fronteira) até a sua aldeia de origem, no Paraguai, acompanhado de seus netos aprendizes, mostrando a dialética entre os conflitos gerados pela globalização, contato com os brancos e a preservação do patrimônio cultural da etnia. Clarissa conviveu sete meses com a comunidade e filmou durante um mês. “É um projeto que cruza os mitos que são contados com a realidade deles”.
Os documentários vencedores de cada país participante serão exibidos nos canais públicos da Rede DOCTV América Latina, que somam 21 emissoras públicas. A Unidade Técnica desta edição é em Bogotá, na Colômbia. O Programa DOCTV inova por garantir a produção, a exibição e a promoção dos conteúdos nos canais das Redes nos 17 países integrantes.
No Brasil, a realização do DOCTV só é possível graças a parceria entre a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAv/MinC), a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e a Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (Abepec).
Conheça os vencedores das edições anteriores
DOCTV IBEROAMÉRICA I – 2007
Filme: Jesus no Mundo Maravilha
Diretor: Newton Cannito
DOCTV AMÉRICA LATINA II – 2009
Filme: Laura
Diretor: FellipeGamarano Barbosa
DOCTV AMÉRICA LATINA III – 2011
Filme:Horizontes Mínimos
Diretor: Marcos Pimentel
DOCTV AMÉRICA LATINA IV – 2013
Filme: Guataha
Diretora/produtora: Clarissa Knoll
com informações do MINC
Anúncios

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s