OMS: Metas do milênio para saúde não serão alcançadas em sua plenitude até o fim do ano


Novo relatório da ONU aponta que o mundo cumprirá compromissos de reverter epidemias; entretanto, mortalidade infantil e maternal ficará aquém do pretendido.

bebe

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quarta-feira (13) que até o final de 2015, o mundo terá cumprido os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs) por contornar as epidemias de HIV, a malária e a tuberculose, e aumentar o acesso a água potável, mas provavelmente ficará aquém de atingir outros objetivos relacionados com a saúde em áreas como a mortalidade infantil e materna e o saneamento básico.

“Os ODMs foram bons para a saúde pública. Eles chamaram a atenção política e geraram fundos muito necessários para muitos desafios importantes de saúde pública”, disse Margaret Chan, diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre as Estatísticas de Saúde Mundial deste ano. “O relatório de hoje reforça a necessidade de manter os esforços para assegurar que as pessoas mais vulneráveis do mundo tenham acesso aos serviços de saúde”.

De acordo com o relatório, “desde 1990, as mortes de crianças reduziram para quase metade – caindo de cerca de 90 mortes por mil nascimentos para 46 mortes por mil nascidos em 2013”. Apesar dos grandes avanços, não é suficiente para alcançar a meta de reduzir a taxa de mortalidade em dois terços”.
O relatório também revela que o número de mulheres que morrem devido a complicações durante a gravidez e o parto caiu quase pela metade entre 1990 e 2013, mas “a taxa de diminuição também não será suficiente para atingir a redução pretendida de 75% até ao final de este ano.”

O relatório aponta que o mundo começou a reverter a propagação do HIV, com novas infecções relatadas em 2013, de 2,1 milhões de pessoas, contra 3,4 milhões em 2001. Além disso, a meta global para aumentar o acesso à água potável também foi cumprida, em 2010. Entretanto é improvável que a meta dos ODM em relação ao acesso ao saneamento básico seja alcançada”.

O relatório chega quatro meses antes dos países decidirem sobre as novas e ambiciosas metas globais de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que substituirão os ODM e cobrirão o período até 2030. O debate acontecerá durante a abertura anual de alto nível da Assembleia Geral da ONU em setembro.

via ONU Brasil

Anúncios

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s