Por uma Internet Humana e positiva ! Campanha pelo projeto Lizzie Velásquez. Esse Site APOIA !


projeto Lizzie

Alguns de vocês já devem ter visto Lizzie Velásquez. Ela tem uma condição muito rara que somente duas pessoas no mundo tem esse “problema”. Lizzie tem 0% de gordura corporal e também possui um olho cego, além de seu sistema imunológico está deficiente. Mesmo que ela coma 5.000 calorias diárias, ela nunca será capaz de ganhar peso.

Ela foi intimidada na ecola, sofreu bullyng , mas o pior aconteceu na internet quando um grupo de desconhecidos fez um vídeo com ela, onde ela foi chamada de  “A Mulher Mais Feia do Mundo”.

Ela agora é autora e palestrante motivacional e  talvez estará lançando seu vídeo ou filme. Mas no momento para que isso se realize ela precisa levantar US$ 180.000. Um grupo de amigos já conseguiu levantar U$ 120.000 em apenas 9 dias de campanha ! Um filme sobre a vida de Lizzie, sua missão de inspirar um mundo on-line mais positivo. Junte-se, precisamos humanizar o mundo.

abaixo uma das Palestras de Lizzie Velasquez

Você pode não ser capaz de doar, mas deve ter sorrido muito por um vídeo postado por alguém numa situação ridícula.  Ajude somente a compartilhar e chegar a quem pode doar. Lizzie  não tem culpa de ter um problema raro de saúde, assim ninguém tem o direito de filmar, fotografar ou usar qualquer meio para expor alguém ao ridículo , ou ao escracho público

Conheça o site do projeto de Lizzie AQUI

“Nunca conheci quem tivesse levado porrada.
Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo.”

Fernando Pessoa(Álvaro de Campos)

Conheça o Caso do Londrino Ridicularizado por, simplesmente,  por que dançava

homem londrino dançando

O homem que aparece na imagem acima foi ridicularizado na internet por ser gordo. Um usuário da rede 4chan postou duas fotos que mostram o homem dançando e depois parado, parecendo constrangido, em uma festa em Londres.

Em uma das imagens, o usuário escreveu: “Avistamos esse espécime tentando dançar na outra semana. Ele parou quando viu a gente rindo”.

As fotos que correram o mundo e sensibilizaram as pessoas. Uma delas foi Cassandra Fairbanks, que mora em Los Angeles e é autora do site The Free Thought Project, que lançou uma campanha no Twitter para tentar localizar o homem da foto.

Em 24 horas a hashtag #FindDancingMan (encontre o homem dançante, em tradução literal) viralizou no micro blog e 1,7 mil pessoas se uniram à campanha de Cassandra prometendo oferecer ao homem da foto uma festa na qual ele poderia dançar à vontade junto com várias as mulheres.

A campanha deu resultado e os internautas conseguiram identificar o homem da foto. Trata-se de Sean e que mora em Londres. Ele criou uma conta no Twitter para agradecer às pessoas que quiseram ajuda-lo.

De acordo com o jornal “Metro”, Sean aceitou o convite para participar de uma festa em Los Angeles dentro de duas semanas, quando ele retornar de uma viagem a Kiev. (catraca livre)

Sean agradecendo pelo twitter

Sean agradecendo pelo twitter

“Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!” Fernando Pessoa(Álvaro de Campos) 

Humaniza Redes no Brasil

O Humaniza Redes – Pacto Nacional de Enfrentamento às Violações de Direitos Humanos na internet é uma iniciativa do Governo Federal de ocupar esse espaço usado, hoje, amplamente pelos brasileiros para garantir mais segurança na rede, principalmente para as crianças e adolescentes, e fazer o enfrentamento às violações de Direitos Humanos que acontecem online.

O movimento, coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República em parceria com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Secretaria de Políticas para as Mulheres, Ministério da Educação, Ministério das Comunicações e Ministério da Justiça será composto por três eixos de atuação: denúncia, prevenção e segurança, que garantirá aos usuários brasileiros, priorizando as crianças e adolescentes, uma internet livre de violações de Direitos Humanos.

De acordo com o art. 5º do Decreto nº 8.162/2013, ao Departamento de Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos compete, entre outras atribuições, receber, examinar e encaminhar denúncias e reclamações sobre violações de Direitos Humanos

Canal denuncias na Internet.

Quem analisa e vincula o link da internet em que ocorre a violação é o cidadão quando escolhe dentre as opções de conteúdos e nos direciona a denúncia.

Depois de feita a denúncia, a Ouvidoria analisa se o link denunciado corresponde ao conteúdo indicado e, se sim, encaminha aos órgãos competentes, conforme ordenamento jurídico brasileiro. Quem verifica se houve violação ou crime são os órgãos de proteção e responsabilização.

Canal de denuncias fora da Internet

O cidadão nos conta o que aconteceu, com que, onde e como ocorreu a violação, nós analisamos o conteúdo do ocorrido, indicamos as supostas violações e encaminhamos aos órgãos de proteção e responsabilização para que estes realizem a apuração e representação da denúncia, se houver indícios. logo-humaniza-redes-original

conheça o serviço AQUI

Via produção do documentário

da Redação

Anúncios

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s