ONU convoca comunidade global a não esquecer meninas sequestradas na Nigéria


nigéria choro

Pais das meninas sequestradas em Chibok, Nigéria. Foto: Wikicommons/VOA (Creative Commons)

Há um ano cerca de 300 meninas foram sequestradas pelo grupo armado Boko Haram de sua escola em Chibok, nordeste do país.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, declarou nesta terça-feira (14) que as meninas de Chibok sequestradas pelo grupo Boko Haram, na Nigéria, não podem ser esquecidas. No aniversário de um ano do ocorrido, ele reiterou o seu apelo à libertação imediata e retorno seguro das meninas às suas famílias.

“Enquanto algumas meninas tiveram sorte de escapar, o destino de muitas ainda permanece desconhecido”, disse Ban. “Nesse dia, eu reafirmo meu apoio ao governo e às pessoas da região na luta contra o Boko Haram. Eu me solidarizo com as famílias de todas as sequestradas, especialmente as crianças, suas comunidades e sociedade em geral.”

Mais de 276 meninas foram sequestradas pelo Boko Haram de sua escola em Chibok, no nordeste da Nigéria, em abril de 2014, quando o grupo armado aumentou os ataques brutais tendo como alvo as crianças do país africano. Desde então, centenas de milhares de crianças foram deslocadas de suas casas e privadas de seus direitos de viver e crescer em segurança, dignidade e paz.

De acordo com relatório divulgado neste domingo (12) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), mais de 300 escolas foram danificadas ou destruídas e pelo menos 196 professores e 314 alunos crianças foram mortas até o fim do ano passado como consequência do conflito no nordeste da Nigéria.

via ONU Brasil

Anúncios

O Seu comentário nos ajuda a melhorar !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s